Atlético vence Bragantino e sobe posições na tabela do Brasileirão

0

Em um jogo em que a atuação não foi o ponto forte, o resultado veio. O Atlético venceu o Bragantino por 2 a 1 na noite deste domingo, no Mineirão, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O Galo abriu o placar com Réver, aos 28 minutos do primeiro tempo, e levou o empate aos 3 do segundo, com Alerrandro, mas deu placar final aos 41, com Savarino.

O Atlético teve uma escalação bem diferente. Além do primeiro jogo de Everson, o time teve a volta do zagueiro Réver, recuperado de uma gripe, mas o que o surpreendeu foi o esquema. Três zagueiros (Igor Rabello, Réver e Junior Alonso) e dois laterais-direitos (Guga e Mailton).

Explicando: uma linha de três zagueiros; outra com “dois volantes”: Allan e Guga; em seguida, “dois meias”: Alan Franco e Guilherme Arana; na frente, Mailton na direita, Eduardo Sasha centralizado e Savarino na esquerda.

No primeiro tempo, pouca criatividade. O Atlético teve mais posse de bola, buscava o ataque, mas pouco incomodava. O primeiro lance de perigo foi o do gol. Guilherme Arana cobrou escanteio da ponta direita e Réver, no segundo pau, mandou para a rede, aos 28 minutos.

O Bragantino chegou bem aos 37, em chute de Claudinho de fora da área que obrigou Everson a mandar para escanteio. O Galo respondeu aos 43, em cruzamento rasteiro de Mailton que por pouco Savarino não chega para mandar para a rede.

As equipes voltaram com a mesma formação para o segundo tempo. O time paulista empatou aos 3 minutos. Lucas Evangelista mandou uma bomba no travessão, na volta a bola tocou no goleiro Everson e sobrou para Alerrandro, livre, deixar tudo igual.

Os alvinegros tiveram a chance de ficar à frente mais uma vez. Aos 16, Aderlan cometeu pênalti em Keno. Na cobrança, Sasha bateu rasteiro, no meio do gol. Julio Cesar caiu para o canto esquerdo, mas conseguiu defender. Um minuto depois, aos 19, o centroavante atleticano mandou a bola para a rede, mas estava impedido.

O gol da vitória surgiu aos 41, quando Keno foi à linha de fundo e cruzou para Savarino, que chutou. O goleiro Julio Cesar impediu a bola de beijar a rede, mas não a proibiu de passar a linha.

Atlético 2×1 Red Bull Bragantino

Atlético: Everson; Igor Rabello, Réver e Junior Alonso; Allan e Guga; Alan Franco (Nathan) e Guilherme Arana; Savarino, Eduardo Sasha (Hyoran) e Mailton (Keno). Técnico: Jorge Sampaoli

Red Bull Bragantino: Julio Cesar (Cleiton); Aderlan (Barreto), Léo Ortiz, Léo Realpe e Edimar; Ryller, Matheus Jesus e Claudinho; Artur, Bruno Tubarão e Alerrandro (Robinho). Técnico: Maurício Barbieri

Gols: Réver (28’/1ºT), Alerrandro (3’/2ºT) e Savarino (41’/2º)
Cartões amarelos: Edimar (Bragantino) Guilherme Arana (Atlético)
Motivo: 10ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data: 13 de setembro de 2020, domingo, às 18h
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Auxiliares: Alex dos Santos (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui