Equipamentos culturais do Estado no Circuito Liberdade suspendem atividades presenciais

0

Seguindo os critérios estabelecidos no plano Minas Consciente, todos os equipamentos públicos sob a gestão do Governo de Minas no Circuito Liberdade suspendem, a partir desta terça-feira (5/1), suas atividades presenciais. As programações virtuais continuam e não há previsão para reabertura dos espaços.

O objetivo da medida é evitar a propagação da covid-19. Encontram-se fechados para visitação o Arquivo Público Mineiro, a Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, o BDMG Cultural, o Cefart Liberdade, o Centro de Arte Popular, o Museu Mineiro, Museu dos Militares Mineiros e o Palácio da Liberdade.

Onda vermelha

De acordo com os protocolos do Minas Consciente, Belo Horizonte encontra-se na onda vermelha, na qual somente serviços essenciais devem funcionar.

A superintendente de Bibliotecas, Museus, Arquivo Público e Equipamentos Culturais, Milena Pedrosa, destaca a importância de resguardar a saúde dos profissionais envolvidos, dos mineiros, mineiras e turistas nesse momento em que o país vive uma nova onda de aumento de casos da covid-19. “Os espaços culturais do Circuito Liberdade seguem fechados para visitas presenciais, mas continuam com várias atividades on-line, como palestras, cursos, visitas guiadas e exposições”, ressalta.

Segurança

Desde o início da pandemia, todas as medidas de segurança sanitária têm sido adotadas para resguardar a saúde dos profissionais que continuam trabalhando para levar cultura e a arte à população, mesmo que de forma remota, pois a arte e a cultura têm se mostrado fundamentais nesse momento de isolamento social.

Os espaços culturais privados ou parceiros do Estado que fazem parte do Circuito Liberdade têm autonomia para funcionar. Estão abertos, entre outros, o CCBB e o Centro Cultural Minas Tênis Clube.

Para ficar por dentro de todas as atividades do Circuito Liberdade, de forma on-line ou presencial, acesse o site www.circuitoliberade.mg.gov.br e as redes sociais dos espaços culturais.

Museus do Estado seguem fechados

Além dos espaços culturais em Belo Horizonte, os museus do Estado sob gestão do Governo de Minas também seguem a mesma diretriz de manterem as atividades presenciais suspensas. Os museus Casa Alphonsus de Guimaraens (em Mariana) e Casa Guignard (em Ouro Preto) estão fechados desde 21 de dezembro de 2020, e o Museu Casa Guimarães Rosa (Cordisburgo) está fechado desde 24 de dezembro de 2020, também pelo fato de as três cidades estarem na onda vermelha do Minas Consciente.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui